Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Metade da redução da despesa em saúde à custa de medicamentos nas farmácias -ANF

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 out (Lusa) -- As farmácias garantem que metade da redução da despesa pública alcançada pela saúde foi conseguida à custa dos medicamentos em ambulatório e consideram que este é um esforço "injusto" comparado com os gastos nos hospitais.

A análise é do presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF) no seu discurso de abertura do Congresso Nacional das Farmácias, que decorre até sábado no Estoril.

"Até hoje, a saúde contribuiu com 1.200 milhões de euros para a redução da despesa pública prevista no Orçamento Geral do Estado" e "metade desta redução foi conseguida à custa da redução da despesa com medicamentos em ambulatório", disse Paulo Duarte.