Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Merkel/Visita: PCP/Porto defende "novo rumo" sem imposições externas

Lusa

  • 333

Porto, 12 nov (Lusa) -- O PCP do Porto considerou hoje que a visita de Angela Merkel a Portugal representa uma "ingerência no país" e defendeu um "novo rumo" que não aceite "imposições externas" nem submeta os interesses nacionais a interesses de terceiros.

"Não estamos de acordo com esta vinda [da chanceler alemã] pelo que representa de ingerência no nosso país e de uma União Europeia que está a ser construída contra os povos, federalista, militarista e contrária ao que vinham apregoando, de solidariedade entre os vários Estados-Membros", criticou Jaime Toga, responsável da Direção da Organização Regional do Porto (DORP) do PCP.

O dirigente do PCP falava em declarações à Lusa, durante uma ação de contacto com a população que decorreu hoje de manhã na zona da Boavista, com o lema "A visita de Angela Merkel a Portugal e o imperativo de recusar o Pacto de Agressão".