Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Menos impostos e burocracia fiscal associados a crescimento económico - Estudo

Lusa

  • 333

Redação, 21 nove (Lusa) -- Os países com taxas de tributação mais baixas, menos burocracia fiscal e sistemas fiscais mais eficientes registam um maior crescimento económico, segundo o relatório Paying Taxes 2013, hoje divulgado.

Baseado em três indicadores -- número de pagamentos de impostos efetuado num ano, número de horas despendidas no cumprimento das obrigações fiscais e taxa total de tributação (incluindo todos os impostos e contribuições obrigatórias devidas por uma empresa média "tipo") -- a 7.ª edição do relatório anual Paying Taxes conclui que "taxas de imposto mais baixas estão associadas a um maior crescimento económico", assim como o menor "peso no cumprimento de obrigações fiscais e sistemas mais eficientes".

Da edição de 2013 do trabalho -- elaborado pelo World Bank, pela International Finance Corporation e pela PricewaterhouseCoopers (PwC) em 185 países - resulta que, em média, uma empresa apresenta uma taxa total de tributação de 44,7% dos lucros - 45,1% no relatório de 2012 -- tendo este indicador recuado cerca de um ponto percentual ao ano desde o primeiro relatório Paying Taxes, em 2007.