Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mega julgamento de 24 sarauís acaba com oito penas de prisão perpétua e outras de 25 a 30 anos de cadeia

Lusa

  • 333

Rabat, 17 fev (Lusa) -- O mega julgamento realizado em Rabat, Marrocos, contra 24 sarauís acusados da morte de 11 agentes marroquinos terminou esta madrugada com oito penas de prisão perpétua, quatro de 30 anos de detenção e outra de 25 anos de prião, entre as penas mais duras.

O Tribunal Militar que julgou os sarauís durante nove dias sem interrupções anunciou às primeiras horas da madrugada a sentenças aplicadas aos acusados depois de sete horas de deliberações dos seus membros.

Os réus ouviram a sentença sem se manifestarem, mas os advogados de defesa e grupos de defesa sarauí salientaram que o julgamento foi político e não criminal dado que nem acusações de violência sobre os detidos foram investigadas, nem provas que os ligam aos crimes foram apresentadas, referiram vários causídicos e lideres associativos.