Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Médio Oriente: Portugal favorável a estatuto de observador para Autoridade Palestiniana na ONU -- Paulo Portas

Lusa

  • 333

Bruxelas, 19 nov (Lusa) -- O ministro dos Negócios Estrangeiros disse hoje, em Bruxelas, que Portugal é favorável a que a Autoridade Palestiniana tenha o estatuto de "estado-observador" na Assembleia-Geral das Nações Unidas, considerando que tal constituiria um "prémio para quem é moderado".

Paulo Portas, que falava à saída de uma reunião dos chefes de diplomacia da União Europeia, na qual a situação de crise no Médio-Oriente esteve em evidência, face à escalada de violência na Faixa de Gaza, considerou mesmo que seria incompreensível que a União Europeia não apoiasse essa pretensão palestiniana, de privilegiar a via do diálogo.

"Se nós dizemos aos palestinianos 'o caminho não é a violência, a via correta é a negociação politica', então, quando a Autoridade Palestiniana recorre às Nações Unidas, à Assembleia-Geral, para uma via política, pedindo para ser não estado-membro, mas estado-observador, que é uma opção em segunda vontade dos palestinianos, se porventura a Europa lhes fechasse a porta perderia coerência e perderia relevância", considerou.