Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Médio Oriente: Peritos suíços vão examinar cadáver de Yasser Arafat

Lusa

  • 333

Genebra, 24 ago (Lusa) -- O Instituto Radiológico de Lausana, na Suíça, anunciou hoje que vai examinar o corpo de Yasser Arafat após autorização de sua mulher para detetar eventuais vestígios de polónio, uma substância radioativa extremamente tóxica.

O líder palestiniano morreu em 11 de novembro de 2004 no hospital militar de Percy, perto de Paris, na sequência de um curto período de degradação do seu estado de saúde, que motivou a sua hospitalização em França. Nunca foram emitidas informações médicas claras sobre a doença que o vitimou.

A polémica foi retomada em 3 de julho, após a difusão pela cadeia televisiva árabe do Qatar Al-Jazira de um documentário no qual se refere que o Instituto de rádiofísica de Lausana, que examinou objetos pessoais de Arafat entregues à viúva pelo hospital francês, tinha detetado uma "quantidade anormal de polónio".