Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Medidas restritivas vão manter-se em 2014 para garantir défice inferior ao de 2013 - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 out (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, justificou hoje a manutenção em 2014 das "medidas restritivas" aplicadas este ano com a necessidade de cumprir o compromisso de ter no próximo ano um défice inferior ao de 2013.

"Não há défice inferior sem medidas mais restritivas. É preciso estar fora da realidade para esperar que o défice de um ano para o outro se reduza sem manter a disciplina que foi exercida nos anos anteriores e acrescentar mais disciplina", declarou.

O primeiro-ministro respondia ao secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, que criticou, no debate quinzenal no Parlamento, o executivo PSD/CDS-PP por manter no próximo medidas como a sobretaxa do IRS e a contribuição extraordinária sobre as pensões.