Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Médicos que receberam pagamentos indevidos por cirurgias vão ter processos disciplinares

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 mar (Lusa) -- O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou hoje que já foi ordenada a instauração de processos disciplinares aos médicos que receberam indevidamente incentivos para realizar cirurgias, quando as faziam dentro do horário normal de trabalho.

O caso tem hoje destaque no jornal Público, que noticia terem sido detetados, pela Inspeção-geral das Atividades em Saúde (IGAS), vários casos de médicos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que receberam incentivos para a realização de cirurgias no âmbito do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia (SIGIC), mas que as realizavam dentro do normal horário de trabalho.

"No caso mais flagrante, o de um médico oftalmologista, foram pagos mais de 1,3 milhões de euros, no âmbito do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia, sendo que 1,2 milhões de euros dizem respeito a intervenções feitas durante o horário do médico", diz o jornal.