Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Médico na base do escândalo de doping de Armstrong em vias de ser acusado em Itália

Lusa

  • 333

Roma, 11 out (Lusa) -- O médico no centro do escândalo de doping do ciclista norte-americano Lance Armstrong está em vias de ser acusado criminalmente em Itália pelo procurador de Pádua, que defende uma Interpol exclusiva para o doping no desporto.

"O relatório ainda não está pronto, mas já está perto de ser concluído", revela o procurador, que na investigação terá chegado até cerca de 70 presumíveis implicados, 20 dos quais atletas, além de médicos, preparadores físicos e massagistas.

Benedetto Roberti é o magistrado que nos últimos anos está a preparar o processo contra o médico italiano Michele Ferrari, partes do qual resultaram num relatório de 200 páginas que serviram para a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) irradiar Armstrong do ciclismo e ser despojado dos sete títulos na Volta a França.