Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Médico italiano garante nunca ter visto Armstrong dopar-se

Lusa

  • 333

Doha, 14 dez (Lusa) -- O médico italiano Michele Ferrari, irradiado do desporto na sequência do caso Armstrong, disse hoje em entrevista à Al Jazeera que nunca viu o antigo ciclista norte-americano dopar-se.

"Nunca vi, nunca ouvi nada sobre isso. Ele nunca me pediu informação sobre doping", garantiu o médico, considerado um dos pioneiros do uso de EPO no desporto e condenado em Itália pela distribuição de substâncias dopantes.

No processo que sustenta a decisão da Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) de irradiar Lance Armstrong e retirar-lhe todos os resultados desportivos a partir da temporada de 1998 há referências a transferências bancárias do texano para a conta de Ferrari, no valor de um milhão de euros, e vários testemunhos que acusam o italiano de desenhar planos individuais de consumo de doping.