Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Medicamentos:Conselho esclarece que parecer defende mais transparência e menos desiguladades

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 set (Lusa) -- O Conselho de Ética quer mais uniformização e transparência por parte dos hospitais na escolha de medicamentos, para poupar custos e aumentar a igualdade no tratamento de doentes.

Esta é a base da fundamentação ética para um modelo de financiamento de medicamentos para Sida, cancro e artrite reumatoide, proposto ao Ministério da Saúde pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV).

Em conferência de imprensa, este órgão esclareceu os pressupostos e o alcance do parecer, que gerou polémica e posições extremadas ao ser interpretado como um documento que sugeria o racionamento dos medicamentos.