Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Media: Bloco de Esquerda quer que Miguel Relvas justifique exceções ao teto salarial na RTP

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jul (Lusa) -- O Bloco de Esquerda (BE) pediu hoje justificações ao Governo sobre a concessão de uma exceção ao presidente da RTP e a um vogal da administração que lhes permite ter salários acima do do Presidente da República.

"Contrariando todas as declarações e posições oficiais do Governo foi hoje publicado em Diário da República o despacho n.º 9948/2012, de responsabilidade da Secretária de Estado do Tesouro e das Finanças, criando uma exceção à regra de cortes salariais a realizar no setor empresarial público, autorizando o presidente do conselho de administração da RTP, Guilherme Costa, e o vogal de administração da RTP José de Araújo e Silva a manter o mesmo nível de remuneração que têm auferido nos últimos três anos", lê-se na questão colocada pela deputada do BE Catarina Martins ao ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares.

A deputada bloquista afirma que não foi apresentada qualquer "justificação por parte do Governo que permita entender ou aceitar que se abra um regime de exceção apenas para a administração da RTP, deixando todos os restantes trabalhadores sob as imposições de confisco salarial conhecidas".