Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Media: Alberto da Ponte garante aos trabalhadores da RTP não se sentir um gestor "a prazo"

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 set (Lusa) -- O presidente do novo conselho de administração da RTP escusou-se hoje a revelar aos trabalhadores os cenários para a privatização ou concessão da empresa com que irá trabalhar, e garantiu não se sentir um gestor "a prazo".

Alberto da Ponte e a sua equipa chegaram hoje cedo à Avenida Marechal Gomes da Costa, em Lisboa, para o primeiro dia de trabalho e passaram a manhã em reuniões, primeiro com os diretores da RTP, depois com os trabalhadores e em seguida com o Conselho de Opinião da estação.

De acordo com o porta-voz da comissão de trabalhadores (CT) da RTP, Camilo Azevedo, a reunião decorreu "de forma civilizada", o novo presidente do conselho de administração (CA) comprometeu-se a reunir-se regularmente com os colaboradores e a dar-lhes a "informação necessária", mas escusou-se a revelar os seis cenários para a privatização ou concessão da empresa com que terá que trabalhar.