Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mário Santos deixa Federação de Canoagem, COP e chefia de missão Rio2016

Lusa

  • 333

Porto, 08 out (Lusa) -- Mário Santos vai deixar a presidência da federação de canoagem, a vice-presidência do Comité Olímpico de Portugal e a chefia de missão portuguesa ao Rio2016, por "incompatibilidade das exigências crescentes" com a sua "vida pessoal e profissional".

"O contínuo e desejável crescimento da cada vez mais bem-sucedida canoagem portuguesa conduz a um inevitável aumento das obrigações e compromissos do presidente da Federação, exigindo uma ainda maior disponibilidade e dedicação. Essa absoluta necessidade e clara evidência resultam em completa incompatibilidade com a minha vida pessoal e profissional atual, também ambas com exigências crescentes", diz.

Em documento enviado à Agência Lusa, o dirigente informa que "esta incompatibilidade estende-se às funções no Comité Olímpico de Portugal, nomeadamente a chefia de missão (aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro)", ele que já havia sido o chefe da missão lusa aos Jogos de Londres, em 2012.