Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maomé/Filme: EUA recorrem a TV e Youtube para contrariar ira muçulmana

Lusa

  • 333

Washington, 21 set (Lusa) -- O Departamento de Estado dos EUA está a recorrer à televisão e ao Youtube para contrariar os protestos no mundo muçulmano, ao constatar que a sua mensagem contra o filme anti-islâmico não está a ser ouvida, noticia a AFP.

A embaixada dos Estados Unidos no Paquistão foi a primeira a avançar neste caminho, ao produzir e editar um anúncio televisivo, de 30 segundos, que já foi difundido em sete estações, para procurar dissociar o governo norte-americano do filme causador dos recentes tumultos.

Esta representação diplomática fez uma outra produção, para o Youtube, onde compilou vários cidadãos comuns dos EUA com declarações a condenar "A Inocência dos Muçulmanos", um filme amador atribuído a extremistas cristãos, baseados nos EUA, que ridiculariza o profeta Maomé.