Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maomé: Singapura pediu ao Google para bloquear acesso ao vídeo sobre profeta

Lusa

  • 333

Banguecoque, 20 set (Lusa) - As autoridades de Singapura pediram ao Google para bloquear o acesso a partir daquela cidade-estado ao vídeo "A Inocência dos Muçulmanos", que ridiculariza o profeta Maomé, informou hoje a imprensa local.

O ministro do Interior de Singapura indicou que o filme "incita ao ódio, à luta e à intolerância religiosa", viola a a legislação local e vai contra os interesses da cidade-Estado, segundo a edição digital do diário "Straits Times".

O Google bloqueou o acesso ao vídeo na Indonésia e Malásia, duas nações de maioria muçulmana.