Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Manifestantes protestam junto ao BPI do Porto contra declarações de Fernando Ulrich

Lusa

  • 333

Porto, 14 fev (Lusa) -- Um grupo de cidadãos manifestou-se hoje junto ao edifício do Banco Português de Investimento (BPI), no Porto, contra as declarações "infelizes" que o presidente executivo do BPI fez sobre os sem-abrigo e contra os lucros "obscenos" dos bancos.

"O povo a pagar e os bancos a roubar", "Para o banco milhões, para o povo são tostões", "É o povo a pagar e os mamões a mamar", "Salário mínimo nacional 485 euros, lucros do BPI 240 milhões" ou "Mais de 700 mil desempregados sem subsídio de desemprego. Porque não te calas" eram as frases inscritas nos cartazes da manifestação.

A fotografia do presidente executivo do BPI, com a inscrição da frase "porque não te calas?" foi a imagem principal na ação de protesto de um grupo de cidadãos reformados, desempregados e estudantes que decidiram indignar-se contra a declaração de Fernando Ulrich que disse "se os sem-abrigo aguentam, porque é que nós não".