Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Manifestantes em Washington exigem o fim da espionagem a cidadãos

Lusa

  • 333

Washington, 26 out (Lusa) -- Um protesto para exigir controlos da vigilância que a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos pode exercer sobre os cidadãos juntou hoje em Washington cerca de 4.500 manifestantes, de acordo com a organização da manifestação.

O protesto surge no seguimento das recentes revelações de que as agências de informações dos Estados Unidos terão espiado não só os seus cidadãos como também líderes mundiais, o que já levou a que a chanceler alemã, Ângela Merkel, e o Presidente francês, François Hollande, se tenham unido para exigir um compromisso por parte dos norte-americanos para evitar que voltem a ser escutados.

Exatamente no dia em que se assinalam 12 anos da aprovação da 'lei patriótica' que, no pós-atentado de 11 de setembro de 2001, autorizou a expansão do alcance da recolha de informação no âmbito do combate ao terrorismo, milhares de manifestantes exigiram hoje o fim da "espionagem em massa".