Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Manifestação cultural arrancou em Braga com aviso de Adolfo Lúxuria Canibal "sem cultura o homem transforma-se em cão"

Lusa

  • 333

Braga, 13 out (Lusa) - A manifestação de artistas e população contra os cortes na Cultura arrancou em Braga com a voz de Adolfo Luxúria Canibal a dar o alerta, "sem cultura o homem transforma-se em cão".

Do palco, uma voz ecoa, "oh da Guarda", ouve-se. Adolfo Lúxuria Canibal e o ator António Durães lançam o mote da tarde, um "alerta" para a "razia" nos apoios à Cultura.

Da plateia, cerca de 600 pessoas aplaudem, gritam palavras de ordem e incentivam quem no palco mostra que Portugal "é mais do que números" e sem Cultura "não se vive".