Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mali: Governo condena destruição de mausoléus islâmicos e promete perseguir autores

Lusa

  • 333

Bamako, 30 jun (Lusa) -- O governo do Mali condenou a "fúria destrutiva semelhante a crimes de guerra" do grupo islamita armado Ansar Dine, que demoliu hoje vários mausoléus muçulmanos em Tombouctou, e ameaçou perseguir os autores destes ataques tanto no Mali como no estrangeiro.

"O Governo condena esta fúria destrutiva semelhante a crimes de guerra e prepara-se para tomar medidas legais contra os autores tanto no plano nacional como internacional", lê-se num comunicado divulgado pela agência de notícias francesa AFP.

Os mausoléus de santos muçulmanos em Tombouctou, no norte do país, são encarados como protetores desta cidade mítica, classificada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) como património mundial da humanidade em risco.