Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Malásia acolhe 40 refugiados, alegadamente da minoria muçulmana, que fugiram da Birmânia

Lusa

  • 333

Banguecoque, 19 dez (Lusa) - A Malásia acolheu 40 sobreviventes de um naufrágio que ocorreu ao largo da Birmânia, alegadamente elementos da minoria rohingya que fugiam da violência sectária que estalou no oeste do país, depois de junho, indicou hoje a ONU.

A decisão de Kuala Lumpur "de permitir o desembarque rápido e seguro do grupo" foi aplaudida pelo Alto Comissariado para os Refugiados da ONU (ACNUR) numa nota, citada pela agência noticiosa francesa AFP.

"Consideramos tratar-se de um gesto vital e humanitário sincero (...) conforme os padrões internacionais de proteção dos que procuram asilo e salvamento no mar", afirmou o coordenador da agência para o Sudeste Asiático, James Lynch.