Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Malala promete continuar a lutar pelas crianças que "só querem um livro e uma caneta"

Lusa

  • 333

Estrasburgo, França, 20 nov (Lusa) - A ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que hoje recebeu o prémio Sakharov das mãos do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, prometeu continuar a defender a educação das crianças e os direitos básicos da população.

Malala, que dedicou o prémio aos "heróis anónimos do Paquistão e a todas as pessoas que lutam pelos seus direitos básicos", salientou que há muitas crianças no mundo que, sem acesso a comida nem a água continuam a ter "fome de educação" e apelou a uma mudança de ideologia".

Estas crianças "não querem iphones, nem Xbox, nem Playstations, só querem um livro e uma caneta", afirmou no Parlamento Europeu, em Estrasburgo.