Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Mais um ano" de programa de assistência financeira "é pouco" - CGTP

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 fev (Lusa) -- O líder da CGTP, Arménio Carlos, afirmou hoje que "mais um ano" no programa de assistência financeira "é pouco", insistindo na necessidade de renegociar a dívida e de alterar o regulamento do Banco Central Europeu (BCE).

"Mais um ano, para nós, é pouco", disse o secretário-geral da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) aos jornalistas, depois de uma reunião com o líder do Partido Socialista (PS), António José Seguro, que iniciou hoje uma ronda de encontros com os parceiros sociais, em Lisboa.

Para Arménio Carlos, há três questões "fundamentais": "a renegociação da dívida - prazos, juros e montantes", "a alteração do regulamento do BCE e, finalmente, "o prolongamento do período para a redução do défice por um período mais largo", para travar "esta política de imposição de sacrifícios" e "assegurar que o Estado português pudesse fazer algum investimento público para pôr a economia a crescer".