Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de cem mortos em violência na Birmânia contra muçulmanos rohingya

Lusa

  • 333

Rangum, Birmânia, 26 out (Lusa) -- Pelo menos 112 pessoas foram mortas e milhares de casas incendiadas no conflito étnico entre budistas e muçulmanos no Oeste da Birmânia, que ameaça ensombrar as tentativas do Governo reformista birmanês de refazer a imagem internacional do país.

O conflito fez milhares de pessoas fugirem de casa, após os últimos confrontos no estado de Rakhine, numa onda de violência que começou em junho, dividiu as comunidades e deixou dezenas de milhares de rohingya, na maioria muçulmanos, a viver em campos de deslocados.

"Até esta manhã, 51 homens e 61 mulheres morreram", disse Win Myaing, porta-voz do Estado de Rakhine, numa estimativa que duplica os números divulgados na quinta-feira.