Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de cem docentes portugueses podem partir "de imediato" para Timor -- Ana Paula Laborinho

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 fev (Lusa) -- Os 120 professores portugueses que vão formar docentes em Timor-Leste já têm os seus contratos oficializados e podem partir "de imediato" rumo àquele país lusófono, anunciou hoje a presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.

Um total de 120 professores portugueses inseridos no Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores de Timor-Leste, uma parceria estabelecida entre Díli e Lisboa, viram hoje os seus contratos serem oficializados numa cerimónia que teve lugar em Lisboa.

Ao contrário do que se passou em 2011, a documentação necessária foi concluída em "tempo recorde", o que vai permitir que estes docentes possam partir "de imediato" rumo a Timor e "retomar as suas funções a tempo do arranque do ano letivo timorense", disse à agência Lusa Ana Paula Laborinho, presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.