Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 500 trabalhadores saíram dos principais bancos até junho

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 ago (Lusa) -- Pelo menos 500 trabalhadores saíram dos cinco maiores bancos no primeiro semestre, um emagrecimento dos recursos humanos que está para continuar, depois de, no total de 2012, as saídas terem ascendido a mais 1.500 pessoas.

O BCP foi a instituição que mais cortou postos de trabalho entre janeiro e junho deste ano, com a saída de cerca de 230 pessoas. O banco liderado por Nuno Amado fechou o semestre com 8.744 colaboradores em Portugal. O banco fechou ainda 42 no primeiro semestre, tendo chegado a junho com 797 em Portugal.

O BPI terminou este semestre com menos 37 trabalhadores em Portugal do que no final do ano passado e menos 30 agências. Assim, chegou a junho com 6.363 colaboradores e 704 agências em Portugal.