Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 500 trabalhadores da CML manifestaram-se contra transferência...

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 mar (Lusa) -- Mais de cinco centenas de trabalhadores da Câmara Municipal de Lisboa (CML) criticaram hoje o "esvaziamento autárquico" que está em curso no âmbito da transferência de competências para as juntas de freguesia e manifestaram-se contra a privatização dos serviços.

Reunidos em plenário na Praça do Município, em Lisboa, os trabalhadores da CML aprovaram uma moção em que dizem estar contra "o desmantelamento dos serviços camarários, porque é uma porta aberta para as privatizações" e mostraram-se preocupados quanto à manutenção do postos de trabalho.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador dos Sindicatos dos Trabalhadores Municipais de Lisboa, Vitor Reis, disse que "está em causa a qualidade da prestação do serviço público aos munícipes".