Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 30 mil empresas fugiram ao pagamento de IVA no primeiro trimestre

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 mai (Lusa) - O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, referiu hoje que foram detetadas mais de 30 mil empresas em situação irregular, de não entrega de IVA devido, nos primeiros três meses do ano.

"Nos primeiros três meses de atividade da reforma de faturação foi possível já detetar mais de 30 mil empresas com situações ilegais e irregulares de não entrega do IVA devido, com base nas faturas emitidas, e foi possível também detetar mais de 14 mil empresas que, embora não estivessem registadas nas Finanças, emitiam faturas e estavam a operar", afirmou Paulo Núncio numa declaração proferida esta manhã no Ministério das Finanças, em Lisboa.

Paulo Núncio considerou que, no que concerne às 14 mil empresas detetadas, "essa é claramente uma situação de economia paralela que este novo sistema e este novo regime permitiu detetar".