Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 200 trabalhadores do ex-BPN deverão sair em breve da Parvalorem

Lusa

  • 333

Lisboa, 16 ago (Lusa) -- Mais de 200 trabalhadores deverão sair em breve da Parvalorem, depois de o Governo já ter entregado a duas entidades privadas a gestão dos 3,6 mil milhões de euros de créditos 'tóxicos' do BPN que estão nesta empresa pública.

O ministério das Finanças confirmou hoje à Lusa que a empresa Logicomer e o consórcio Finangeste & Intrum Justitia foram os vencedores do concurso para a gestão da carteira de créditos problemáticos que pertenciam ao BPN, um compromisso assumido com a 'troika'.

A Logicomer ganhou a recuperação dos lotes de créditos em incumprimento com colaterais para garantir as dívidas, enquanto Finangeste & Intrum Justitia ficaram com a gestão de créditos em incumprimento sem garantias, noticiou hoje o Diário Económico.