Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 14 mil inquilinos requereram carência económica - relatório

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 de maio (Lusa) -- Mais de 14.000 inquilinos pediram carência económica, que pode estabelecer um teto máximo na atualização do valor de rendas, no âmbito da lei do arrendamento urbano, segundo dados da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Os dados constam do projeto de relatório da comissão de monitorização da reforma do arrendamento, ao qual a agência Lusa teve hoje acesso.

A comissão inclui entidades públicas e privadas que apresentaram registos quantitativos e qualitativos sobre a aplicação da lei do arrendamento urbano, que entrou em vigor em novembro de 2012. No total, foram 14.124 inquilinos que pediram carência económica. O distrito com mais pedidos de declarações de rendimento anual bruto corrigido (RABC) é Lisboa (7.587), seguindo-se o Porto (2.886) e Setúbal (1.526). Com menos pedidos estão os Açores (2), Bragança (7), Beja (25) e Guarda (27).