Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 100 empregadas domésticas forçadas a trabalhar sem pagamento na Malásia - imigração

Lusa

  • 333

Kuala Lumpur, 03 dez (Lusa) - As autoridades da Malásia informaram hoje que 105 empregadas domésticas foram forçadas a trabalhar sem pagamento por uma agência de trabalho, depois de no sábado terem realizado uma rusga a um edíficio onde as mulheres eram mantidas em cativeiro.

Durante a operação policial, as autoridades prenderam 12 supervisores da agência de trabalho.

As mulheres, maioritariamente provenientes da Indonésia, além de dez nacionais das Filipinas e Camboja, serão deportadas por não terem visto de trabalho.