Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais agressores do que vítimas procuram gabinete especializado na Universidade do Porto

Lusa

  • 333

Porto, 31 jan (Lusa) -- O Gabinete de Estudos e Atendimento a Agressores e Vítimas da Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto está a apoiar mais agressores do que vítimas, incluindo menores com historial de ofensas sexuais, disse hoje a presidente do serviço.

"No início tínhamos 80% de vítimas e 20% de agressores no atendimento, mas hoje os agressores cifram-se em 70% e as vítimas em 30%", revela Celina Manita, numa entrevista à Lusa.

Questionada sobre qual o perfil dos agressores que chegam àquele gabinete, a especialista revelou que são atendidos "adultos violadores e abusadores sexuais de crianças", mas também começam a chegar ao serviço alguns jovens e até "menores de idade, que já são ofensores sexuais".