Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maior partido da oposição em Moçambique volta a ameaçar com manifestações

Lusa

  • 333

Maputo, 03 out (Lusa) - A Renamo, principal partido da oposição moçambicana, voltou a ameaçar com a realização de manifestações em Moçambique, contra o Governo da Frelimo, se não forem atendidas as suas exigências.

Na véspera da comemoração dos 20 anos de paz em Moçambique, a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) promoveu uma reunião do seu conselho nacional, alargada a quadros, que decorre em Quelimame, capital provincial da Zambézia, onde o partido realizará na quinta-feira as suas comemorações dos acordos de Roma.

Falando no final do primeiro dia de debates, o presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, denunciou a "partidarização do Estado" moçambicano e a "perseguição" que disse atingir os militantes e ex-guerrilheiros do seu partido.