Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maduro felicita Equador por não ceder a pressões dos EUA no caso Snowden

Lusa

  • 333

Caracas, 28 jun (Lusa) -- O Presidente da Venezuela felicitou, esta quinta-feira, o seu homólogo equatoriano por renunciar às tarifas aduaneiras preferenciais dos EUA e por ter advertido que não aceita pressões nem ameaças no âmbito do caso do ex-técnico da CIA Edward Snowden.

"Quero felicitar o Presidente [Rafael] Correa pela coragem que demonstrou no dia de hoje [quinta-feira] ao renunciar às tarifas aduaneiras preferenciais dos Estados Unidos que ameaçaram cortá-las caso concedesse asilo a Snowden", disse Nicolás Maduro, numa cerimónia no palácio presidencial de Miraflores.

O Presidente do Equador, Rafael Correa, revelou, esta quinta-feira, que Quito renunciou, de forma "unilateral e irrevogável" ao pacto, que lhe valia tarifas aduaneiras preferenciais, "perante a ameaça, insolência e prepotência" de determinados setores norte-americanos que exerceram pressão para o corte desses benefícios comerciais "devido ao caso Snowden".