Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Madeira: Mais de 1.500 trabalhadores da hotelaria contra alterações ao contrato coletivo de trabalho

Lusa

  • 333

Funchal, 17 set (Lusa) -- Mais de 1.500 trabalhadores da hotelaria subscreveram um abaixo-assinado contra as alterações ao contrato coletivo de trabalho (CCT), documento que foi hoje entregue na Associação Comercial e Industrial do Funchal.

No documento, os trabalhadores sustentam que exercem a atividade num dos setores "mais importantes" para o arquipélago, que "não só contribui para a valorização e imagem do destino Madeira, como é fonte geradora de receitas".

"Desde há muito que o que regulamenta a nossa atividade é o que está contemplado no CCT do setor, negociado livremente entre as associações de empregadores e sindicais", dizem os subscritores, adiantando não aceitar que as mudanças no Código do Trabalho, que entraram em vigor a 01 de agosto último, retirem "o pagamento dos feriados e do trabalho suplementar" e, ainda, "três dias de férias".