Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Madeira: Jardim rejeita cenário de directas antes do congresso extraordinário do PSD

Lusa

Funchal, 19 jan (Lusa) - O líder social democrata da Madeira, Alberto João Jardim, afirmou hoje que se as eleições directas no partido forem antecipadas para travar o congresso extraordinário deixará de se "preocupar com o PSD".

Funchal, 19 jan (Lusa) - O líder social democrata da Madeira, Alberto João Jardim, afirmou hoje que se as eleições directas no partido forem antecipadas para travar o congresso extraordinário deixará de se "preocupar com o PSD".

"Eu espero que antes das directas haja um congresso e que todas as pessoas se entendam, porque senão não vale a pena preocupar-me mais com o PSD", disse Jardim à agência Lusa.

Para o líder madeirense, congresso nacional do partido antes das eleições directas são uma forma de "regeneração" do PSD nacional para que esta força política possa "ressurgir com toda a sua potencialidade".