Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maçonaria: Escândalo afastou maçons sem "valores nobres" e aumentou candidatos grão-mestre do GOL

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 jan (Lusa) -- O grão-mestre do GOL diz que maçons que não seguiam "os nobres valores da maçonaria" deixaram a instituição "por sua auto recriação", após o escândalo sobre uma alegada rede de interesses, e ao mesmo tempo aumentaram os candidatos.

Em entrevista à agência Lusa, Fernando Lima, grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL), não enjeitou a existência de "um ou outro escândalo" envolvendo a maçonaria, mas lamenta que seja esta "exceção" que influencie a classificação de "uma organização que tem ideais nobres".

A propósito do escândalo conhecido em 2011 sobre uma alegada rede de interesses que envolvia os serviços de espionagem, conhecidas figuras políticas e do meio empresarial, algumas das quais pertencendo à maçonaria, Fernando Lima negou que a instituição seja palco de conspirações e garantiu que as lojas (espaços onde os maçons se reúnem) não são espaço de conspiração, mas sim de debate e reflexão.