Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Macau analisa impacto de projeto de central de urânio em província vizinha

Lusa

  • 333

Macau, China, 12 jul (Lusa) - O chefe do executivo de Macau, Chui Sai On, anunciou hoje ter mandado analisar o projeto de uma fábrica de processamento de urânio na vizinha província de Guangdong, após terem sido manifestados receios quanto ao seu impacto.

A central de 30 hectares, a ser erguida com um investimento de 37.000 milhões de yuan (4.616 milhões de euros) em Heshan, a 100 quilómetros de Hong Kong, vai processar urânio para gerar, em seguida, combustível nuclear.

Em comunicado, o gabinete do porta-voz do Governo de Macau indicou ter recebido hoje, através do mecanismo de contacto no âmbito da cooperação com Guangdong, uma apresentação sobre a situação do projeto do Parque Industrial de Longwan - "The China National Nuclear Corporation" - fornecida pela cidade de Jiangmen, o qual descreve, de forma geral, o plano de construção de uma fábrica de processamento de combustível nuclear.