Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Luso-chinês condenado à morte em Cantão foi executado -- Amnistia

Lusa

  • 333

Redação, 19 jul (Lusa) -- Lau Fat Wai, o cidadão chinês de nacionalidade portuguesa condenado à morte em 2009 na cidade chinesa de Cantão, foi executado em finais de fevereiro, informou hoje à Lusa um porta-voz da Amnistia Internacional em Londres.

"Falamos com um dos irmãos de Lau Fat Wai, que nos confirmou que [o cidadão chinês com nacionalidade portuguesa] foi executado em finais de fevereiro", disse à agência Lusa o porta-voz da Amnistia Internacional, Olof Blomqvist.

Lau Fat Wai era residente de Macau e, segundo os irmãos, citados hoje pelo jornal de Macau Ponto Final, passou a fronteira para a China continental em 2006 para entregar uma encomenda a alguém com quem tinha alegadamente uma dívida, tendo depois sido detido, e, três anos mais tarde, condenado à morte por tráfico de droga e posse de arma proibida.