Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UGT promete unidade e luta sindical contra corte salarial na administração pública

Lusa Visão Verde

  • 333

Setúbal, 18 mai (Lusa) - O secretário-geral da UGT advertiu hoje o Governo que os sindicatos da administração pública estarão unidos contra um projetado corte médio salarial de quatro por cento e que essa medida não passará na concertação social.

Carlos Silva falava à entrada para a reunião da Comissão Nacional do PS, ocasião em que foi confrontado com a notícia do semanário Expresso sobre uma suposta intenção do Governo de proceder a "um ajustamento de remunerações" dos funcionários públicos, através de um corte médio de quatro por cento dos salários - medida que estará inscrita na sétima avaliação da 'troika' (Banco Central Europeu, Fundo Monetário Internacional e Comissão Europeia).

Em declarações aos jornalistas, o secretário-geral da UGT considerou que se trata de "mais uma medida do Governo para assustar os trabalhadores".