Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Subsídios: É "injusto" responsabilizar na mesma medida setores público e privado pelo défice - Paulo Portas

Lusa Visão Verde

  • 333

Funchal, 13 jul (Lusa) - O presidente do CDS-PP, Paulo Portas, defendeu hoje que, sendo o problema de Portugal o défice do Estado, é "injusto" querer que o setor privado tenha a mesma responsabilidade que o público de ajudar o país.

Na abertura do 13.º congresso do CDS/PP-Madeira, que decorre até domingo no Funchal, Paulo Portas disse "recusar entrar em controvérsia" com o presidente do Tribunal Constitucional (TC) sobre a decisão de declarar inconstitucional o corte dos subsídios de férias e de Natal dos funcionários públicos e aposentados.

"Não devo responder, porque acho que um membro do Governo não deve entrar em controvérsia com o Tribunal Constitucional. Chama-se a isso institucionalismo", declarou o também ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, sublinhando: "Já basta os temas e problemas que temos de resolver, onde temos de nos concentrar, e um deles é político e económico".