Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato acusa ANA de "atitude imperialista" ao aumentar as rendas e receia viabilidade da Groundforce

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 28 jan (Lusa) -- O Sindicato dos Técnicos de 'Handling' de Aeroportos (STHA) defendeu hoje que o aumento das rendas nos aeroportos é "inaceitável", acusando a ANA de ter "uma atitude imperialista" que pode por em causa a viabilidade da Groundforce.

Em declarações à Lusa, o presidente do STHA, André Teives, acusou a gestora aeroportuária de ter "uma atitude imperialista" ao aumentar as rendas em mais de 3%, considerando "gritante [este aumento] enquanto, na Área Metropolitana de Lisboa, as rendas industriais, nos últimos quatro anos, caíram entre 20% e 30%".

Fonte oficial da ANA confirmou à Lusa que, no início do ano, foi implementado um aumento de 3,3% das taxas designadas 'outras taxas de natureza comercial' para todos os operadores de 'handling (serviços em terra de apoio ao transporte aéreo) -- Groundforce e Portway -, tendo como referência a taxa de inflação do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicada em junho de 2012.