Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Santiago do Cacém homenageia 17 pescadores que morreram durante a faina há 50 anos

Lusa Visão Verde

  • 333

Santiago do Cacém, 07 jan (Lusa) -- Os 17 pescadores que perderam a vida ao serem apanhados por uma "onda gigante" enquanto pescavam há 50 anos, na praia da Costa de Santo André (Santiago do Cacém), vão ser homenageados pelo município, na quarta-feira.

A tragédia, que "só não atingiu duas famílias da Costa de Santo André", alterou radicalmente a vida daquela comunidade piscatória, pois, "as pessoas deixaram de ter condições psicológicas para continuar", contou hoje à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia de Santo André, Jaime Cáceres.

Depois do acontecimento, que vitimou 17 homens, "houve quem saísse da Costa de Santo André", nomeadamente para Sines, e "a arte xávega (pesca por arrasto) deixou de se fazer", afirmou o autarca.