Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rio da fronteira entre China e Rússia com caudal mais elevado desde 1896

Lusa Visão Verde

  • 333

Pequim, 28 ago (Lusa) - O rio Amur, que marca a fronteira entre a China e a Rússia, alcançou em vários pontos o caudal mais elevado desde que em 1896 começaram as medições da altura das águas, foi hoje revelado.

O aumento do caudal do rio levou, para já, as autoridades chinesas a ordenarem o reforço de diques e medidas preventivas de inundações.

Em algumas estações de medição da altura das águas do rio, que os chineses chamam de Heilongjiang, ou "rio do Dragão Negro", a água atinge já os 2,5 metros acima dos níveis de segurança e os meteorologistas advertiram que a situação poderia continuar nos próximos dez dias, noticia o diário de Hong Kong South China Morning Post.