Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Projeto da EDP de energia eólica no mar pode passar à fase industrial em 3 ou 4 anos

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 21 jan (Lusa) - A EDP poderá desenvolver um projeto industrial de energia eólica no mar ('offshore'), semelhante ao que está atualmente instalado na Aguçadoura, daqui a três ou quatro anos, estimou hoje o presidente da EDP Internacional.

Atualmente os 2 megawatts (MW) produzidos na torre 'offshore' da Aguçadoura (Póvoa do Varzim) custam 20 milhões de euros, mas o objetivo é que este projeto-piloto, conhecido como Wind Float, passe a uma fase industrial, disse Jorge Cruz Morais numa conferência sobre o mar, organizada pelo Diário de Notícias, que hoje decorreu em Lisboa.

"Este é um projeto-piloto mas pode vir a ser competitivo em termos energéticos", adiantou o mesmo responsável, sublinhando que o objetivo é atingir os 10 MW por torre, diminuir os custos, aumentando a dimensão das plataformas e aplicar materiais mais baratos do que o aço na estrutura para que "o preço da energia seja razoável".