Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PCP quer salário mínimo "imediatamente" nos 515 euros e nos 600 euros no final de 2014

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 18 set (Lusa) - O PCP apresentou hoje um projeto de resolução onde pede o aumento no imediato do salário mínimo nacional para 515 euros e uma subida progressiva até aos 600 euros no final de 2014.

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, o deputado comunista Jorge Machado definiu como "inaceitável" o atual valor do salário mínimo, de 485 euros, "432 euros em termos líquidos" e uma das bases mínimas salariais "mais baixas da zona euro".

"Esta situação é inaceitável. Nessa medida propomos este aumento do salário mínimo nacional como [elemento] da mais elementar justiça. E reafirmarmos que o aumento que propomos tem um impacto verdadeiramente residual nas empresas", sublinhou o deputado do PCP.