Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Obra do Portinho de Angeiras só terá lugar no quadro comunitário de apoio 2014/2020 -- IPTM

Lusa Visão Verde

  • 333

Matosinhos, 30 out (Lusa) -- O Portinho de Angeiras, em Matosinhos, obra cujo investimento previsto é de 3,8 milhões de euros e que há muitos anos é esperada pelos pescadores, só terá lugar no quadro comunitário de apoio 2014/2020.

"Estamos a atravessar momentos difíceis de investimento público e, portanto, esta obra só tem lugar num quadro comunitário de apoio que se prevê que seja 2014/2020", avançou hoje à agência Lusa o diretor delegado do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) da delegação Norte e Douro, Joaquim Gonçalves.

Segundo o responsável, o principal objetivo da obra do Portinho de Angeiras "é aumentar o nível de segurança da operação portuária e, ao mesmo tempo, aumentar o número de dias da operação", passando dos "110 dias/ano atuais para os 256 dias/ano de operação portuária".