Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Metro do Porto: Valentim Loureiro fala em influências junto da Comissão de Recrutamento

Lusa Visão Verde

  • 333

Gondomar, 05 jul (Lusa) - O presidente da assembleia-geral da Metro do Porto afirmou hoje que a crise nas nomeações para a empresa foi provocada porque alguém fez "chegar as suas lágrimas a quem pode influenciar a Comissão de Recrutamento", que chumbou as propostas.

"Há pessoas que, ou porque não gostam de A ou de B, ou porque não tiveram assento neste conselho, ou na assembleia ou no conselho fiscal ficaram aborrecidas. Depois fizeram chegar as suas lágrimas a quem pode influenciar a tal Comissão de Recrutamento, que disse que o economista [António José Lopes] indicado por Rui Rio não tinha competências para desempenhar aquele cargo", afirmou Valentim Loureiro.

A Comissão de Recrutamento e Seleção da Administração Pública (CRESAP) "chumbou" António José Lopes, proposto por Rui Rio para administrador executivo, e António Samagaio, indicado pelo Governo para administrador não executivo, para a administração da Metro do Porto por insuficientes competências específicas para cargos de gestão no "negócio público" em causa.