Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Metro do Porto: "Não haverá obras tão cedo" - Valentim Loureiro

Lusa Visão Verde

  • 333

Porto, 13 jul (Lusa) -- O presidente da mesa da assembleia-geral da Metro do Porto, Valentim Loureiro, afirmou hoje que, por mais competência que tenha a administração da empresa, não haverá tão cedo nova obra no terreno devido à crise.

"Por mais competência que tenha um qualquer conselho de administração, aqui não é possível avançar com quaisquer linhas" que fazem parte da 2.ª fase da Metro do Porto, que foram acordadas entre os acionistas Junta Metropolitana do Porto e Estado, designadamente com o ministro do anterior governo socialista Mário Lino, afirmou o autarca de Gondomar aos jornalistas.

Valentim Loureiro, que falava no final da assembleia geral da empresa, na qual foram eleitos os novos órgãos sociais, depois de um impasse de meses, afirmou que "a situação do país é difícil" e disse não acreditar "que haja dinheiro para inovar o que quer que seja".