Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Japão vai aumentar monitorização da poluição para evitar 'nuvem' que afetou Pequim

Lusa Visão Verde

  • 333

Tóquio, 08 fev (Lusa) - O Ministério do Ambiente japonês reforçou o controlo sobre a poluição do ar perante o receio de que a 'nuvem' de poluição que afetou Pequim, em janeiro, possa atingir o arquipélago e apresentar riscos para a população.

Através de um programa de ação, o ministério japonês vai trabalhar com municípios para a recolha de dados sobre a concentração de partículas suspensas superior a 2,5 microgramas por metro cúbico, o limite considerado aceitável pela Organização Mundial de Saúde (OMS), informou a agência Kyodo.

Pequim deu conta de níveis recorde de poluição, em janeiro, concretamente no dia 12, altura em que a concentração de partículas (designadas PM2,5) atingiu os 993 microgramas por metro cúbico de ar, o que fez aumentar em 20 % as hospitalizações por infeções respiratórias no início daquele mês.